Arrasador: Vivendo em Triunfo vence GDC e chega a final do Torneio de Inverno com pinta de campeão

Por Marcio Nunes

Em seu primeiro torneio oficial no Carioca Evangélico, o Vivendo em Triunfo chega a grande decisão com pinta de favorito.

O jogo não foi lá grandes coisas, mas o Vivendo conseguiu sair de campo com uma vitória tranquila diante do GDC. O placar de 4 a 0 foi justo diante da atuação do time de Caxias, mas passou longe das belas apresentações que o time de Belford Roxo teve durante o campeonato. Foi mais um jogo com muita reclamação sobre a arbitragem.

Com um primeiro tempo bastante apático em termos de criatividade, o Vivendo foi pra cima imprimindo um bom ritmo de jogo, mas pecando no último passe. Quando conseguiu chegar e concluir uma jogada haviam se passado sete minutos desde o apito inicial. Foi em bate e rebate dentro da área que a bola sobrou para Bruno tentar o chute, mas o zagueiro Luíz Carlos se atirou na frente da bola para fazer o bloqueio. Um minuto depois, Mateus abriu o placar em chute cruzado para o time de azul e branco. A resposta do time laranja veio aos oito de jogo com Charles em chute de fora da área, mas o goleiro fez grande defesa.

O jogo ficou muito sonolento e sem grandes lances. Enquanto os jogadores do GDC caiam em campo e reclamavam da arbitragem, o Vivendo seguia com a bola no chão, mas com dificuldades de criar. Foi somente aos 19 minutos que tivemos um novo lance de perigo e que terminou em gol do time de Belford Roxo. Marcelo cruzou rasteiro para o meio da área e Mateus desviou de calcanhar para ampliar o marcador.

Fim de primeiro tempo com vitória parcial merecida do Vivendo que foi ao Alto da Boavista para jogar futebol enquanto o GDC tentava ganhar faltas e apenas reclamava do árbitro

No segundo tempo o Vivendo voltou pressionando em busca de mais gols para dar tranquilidade. Logo no início, Rogério avançou e arriscou o chute, mas o goleiro fez boa defesa. Assim como na etapa inicial, o jogo ficou sololento com grandes intervalos entre os lances de perigo. Foi somente aos dez minutos que o Vivendo chegou ao terceiro gol com Marcelo que fez boa jogada individual e bateu cruzado. O goleiro falhou.

Saindo para o jogo e correndo atrás do resultado, o GDC abriu espaços e ficou vulnerável defensivamente. Quando chegava no ataque não conseguia concluir as jogadas devido a forte marcação adversária e a presença do zagueiro Marlon que ganhou todas para o time azul e branco. Em um contra-ataque rápido, Reginaldo teve a chance de ampliar, mas parou no goleiro. Aos 16 minutos, Matheus tentou de fora da área, mas o goleiro espalmou para escanteio. Aos 20 do segundo tempo veio o golpe de misericórdia. Alexsander cruzou pra área e Marlon desviou de cabeça para fechar a conta. Vivendo em Triunfo 4 x 0 GDC.

Fim de Jogo e vitória justa. O Vivendo em Triunfo demonstrou mais uma vez seu futebol seguro e muito organização tática, mas não fez sua melhor partida no torneio.

Destaque positivo foi Marlon, o zagueiro do Vivendo que foi soberano na zaga, ganhou praticamente todas as disputas e ainda marcou um gol, sendo eleito o melhor em campo. Mateus também foi muito bem com jogadas individuais e deixando sua marca duas vezes na partida. O zagueiro Luíz Carlos da equipe do GDC, apesar dos quatro gols sofridos pela sua equipe, foi um dos destaques com muita leitura de jogo e ótima marcação, além de muita precisão nos desarmes.

Destaque negativo foi o time do GDC que passou mais tempo reclamando da arbitragem do que jogando bola. A equipe não conseguiu criar as oportunidades e abusou das tentativas em cavar faltas, na maioria das vezes.

Arbitragem: a arbitragem do jogo deixou a desejar e não marcou algumas faltas claras. O árbitro acabou fazendo vista grossa para alguns lances e não se posicionou quando houve um princípio de confusão, perdendo um pouco o controle da partida.

Vivendo em Triunfo passa pelo MAV e está a um empate da final do Torneio de Inverno

Por Eduane Pereira

No início da tarde de sábado, 18 de agosto, ocorreram as quartas de final do Torneio Evangélico de Inverno e um dos confrontos foi entre Vivendo em Triunfo e MAV que se enfrentaram no campo do Agrião. O time de branco e vermelho, invicto na competição, mostrou mais uma vez sua força e venceu a partida por 5×2, com destaque para Bruno Marquês, autor de dois golaços e uma assistência que ajudaram a construir a goleada que colocou o time da Baixada nas semifinais.

O Vivendo em Triunfo entrou em campo marcando duro o time adversário e com um ótimo ataque marcou três golaços no primeiro tempo da partida. Já o MAV estava mais estratégico na troca de passes, porém, muito recuado. No segundo tempo o Vivendo em Triunfo manteve a marcação forte no MAV e não deu oportunidade para a equipe de azul e branco na partida, vencendo o time rival por 5×2.

No primeiro tempo de jogo Bruno dominou a bola e fez uma troca de passes com Mateus, com habilidade o camisa 10 tentou marcar o primeiro gol, mas a defesa do MAV o impediu. Dario com João Marcos também tentou abrir o placar; o camisa 12 bateu a falta e com estratégia tocou para João Marcos, mas o camisa 10 do MAV não chegou a tempo de chutar para o gol.

Aos 5 minutos de jogo o Vivendo em Triunfo teve a chance perfeita para marcar seu primeiro gol, Marlon tocou para Bruno que mesmo distante chutou forte e a bola entrou em cheio no gol, abrindo o placar, 1×0. Na sequência, o Vivendo marcou seu segundo golaço, Sanderson deu um belo toque para Bruno, o camisa 17 driblou os adversários e deixou para Alexssander que marcou um golaço no MAV, o goleiro Ronaldo tentou agarrar a tempo, mas a bola foi direto no gol 2×0.

Aos 18 minutos Matheus deu assistência perfeita para Alexssander, o camisa 20 deu um belíssimo chute da lateral do campo e marcou mais um golaço para o seu time. O Vivendo em Triunfo, vencendo a partir por 3×0, recuou no jogo e diminuiu na marcação, dando a oportunidade para o MAV fazer seu primeiro gol. Dario viu a chance perfeita para a sua equipe e sem nenhuma assistência marcou um belíssimo gol nos rivais.

No final do primeiro tempo o MAV tentou marcar o segundo gol com João Marcos e Dario, a dupla realizou uma jogada ensaiada e o camisa 12 chutou bonito para o gol, mas o goleiro Marcus Vinicius agarrou no momento exato. Logo após João também teve uma ótima chance e chutou bonito para gol, mas o goleiro do Vivendo defendeu sua equipe no último minuto para terminar o primeiro tempo.

No segundo tempo da partida o Vivendo em Triunfo retornou para o campo com garra e marcou seu quarto gol logo início do jogo com Mateus que, sem nenhuma assistência, fez um belo gol. Lucas Feitosa dominou a bola e tentou marcar um gol para o seu time, mas os jogadores do Vivendo impediram o camisa 77.

Aos 15 minutos Bruno deu bonito chute para o gol, mas o goleiro Ronaldo fez uma bela defesa para seu time. A dupla Dario e João Marcos criou uma ótima jogada, mas Dario deu um chute muito alto e passou por cima da meta de Marcus Vinicius.

Nos minutos finais da partida, João Marcos dominou a bola e deu toque para o camisa 7, Robson Bomfim, que marcou um golaço nos rivais, 4×2. Na sequência Yan da Silva fez um ótimo lance e tocou para Bruno que deu um chute certeiro no gol do MAV, encerrando a partida 5×2.

O jogo terminou com a vitória do Vivendo em Triunfo por 5×2, com o merecido destaque ao camisa 17, Bruno Marquês, autor de dois gols e uma assistência. As equipes fizeram uma boa partida, com jogadas estratégicas e ótimos lances, mas o Vivendo em Triunfo teve um melhor aproveitamento da partida. Agora o time da Baixada Fluminense encara o GDC e com um empate se classifica para a final do torneio, no dia 2 de setembro.

 

Talentos da Fé derrota Maanaim por 5×2 e é semifinalista do Torneio de Inverno

Por Lucas Bichão

Quartas de Final no Torneio Evangélico de Inverno e o Talentos da Fé conseguiu uma vitória importantíssima rumo ao título da competição. O confronto deste último sábado (20 de agosto) foi contra o estreante Maanaim, que sofreu com a pressão e o desentrosamento.

Segue para a próxima fase, Semifinal, o time que demonstrou maior consistência e paciência quando o jogo se tornou quente. O Talentos da Fé merece muitos méritos na parte defensiva, soube anular em todos os quesitos o Maanaim e se aproveitou muito bem dos contra-ataques para vencer a partida.

O Jogo

O Maanaim entrou em campo muito animado com as chances de classificação. Estando invictos na competição e com uma torcida confiante de que o time ganharia, os Azuis foram para o jogo cientes de que a vitória era o único meio de continuar vivos em sua primeira participação no Torneio de Inverno.

Já o Talentos da Fé entrou como uma equipe experiente, sabendo de todos os seus pontos fortes e fracos, assim como soube avaliar muito bem as fraquezas do adversário. Depois de uma boa trama, com uma belíssima troca de passes, a bola ficou para Diogo Silva chutar e fazer 1 a 0 Talentos.

A qualidade dos jogadores do Maanaim não pôde ser questionada, ainda mais individualmente. Habilidade pôde ser vista justamente em um lance em que Daniel recebeu a bola na área, de costas para o zagueiro, o deu um chapéu e por fim chutou caprichosamente para o empate. Esse foi o gol mais bonito da partida, talvez um dos mais belos da competição.

Empatados ficaram os times não por muito tempo. O Talentos da Fé continuava fazendo boas tramas no ataque e se defendia muito bem. A cada minuto que passava o Maanaim jogava mais afastado, eliminando a qualidade individual do time, algo que pôde ser visto na rodada passada, mas que aparentemente não havia sido corrigido o problema.

O Talentos da Fé terminou o primeiro tempo em vantagem, depois de mais um gol de Diogo Silva, que marcou em um lance de contra-ataque. Quando o segundo tempo se iniciou, o Maanaim até tentou se manter na disputa, com um lance de bola parada que parecia ensaiada e um chute de fora da área de Pedro, mas nada dava certa como o desejo da torcida.

A partida foi ficando cada vez mais fechada, os ânimos mais quentes e por fim quem se viu prejudicado foram os Azuis. Com nervos de aço e muita intensidade, o Talentos ampliou o placar para 3 a 1, em mais uma jogada que utilizou do contra-ataque como arma. O atropelamento veio pouco depois, tornando-se uma goleada, com a consagração do hat-trick de Diogo Silva, fazendo o 4 a 1.

O Maanaim já se encontrava perdido em campo, o técnico utilizou muitas peças que até então não haviam participado do campeonato, mas nada salvou os Azuis do destino fatal da derrota. Com o 5 a 1 para o Talentos da Fé, gol marcado por Newton, a vitória já estava garantida e o balançar das redes proporcionado por Matheus, para o Maanaim, foi apenas um desconto na péssima derrota do time.

No apito final, o placar marcava 5 a 2 para o Talentos da Fé, time que estará na semifinal contra o Galáticos da Catedral e demonstrou qualidades suficientes para se tornar um dos favoritos ao título. Já para o Maanaim, a derrota torna-se uma experiência valiosa para o futuro, este que está em aberto para outras competições.

Galáticos da Catedral surpreende, goleia Ousadia por 6×0 e é semifinalista do Torneio de Inverno

Por Isabela Izidro

No início da tarde de sábado, 19 de agosto, ocorreu o segundo jogo das quartas de final pelo Torneio Evangélico de Inverno. O confronto entre a equipe do Ousadia, de Jacarepaguá, que encerrou a primeira fase invicta, e o Galáticos da Catedral, do Centro, que vinha de três jogos duvidosos, entre eles um empate, uma derrota e uma vitória por W.O, não prometia grandes surpresas. Os olhos e apostas estavam todos voltados para o Ousadia, semifinalista do último Carioca Evangélico e dono de uma das melhores campanhas do torneio até aqui. Mas a equipe do Catedral calou a boca dos palpiteiros de plantão e mostrou que, no futebol, o que decide o jogo são gols, não favoritismo. E olha que de gol em gol, o Galáticos mostrou para o que veio. 6×0 para o time da Catedral Presbiteriana, que com uma equipe muito organizada e pouquíssimos erros, atropelou o Ousadia sem grandes dificuldades.

A partida começou truncada, com poucos chutes a gol de ambos os lados. De fora, o técnico do Galáticos gritava sem parar o nome do camisa 7, Kelvin, volante com pinta de armador, que viria a ser um dos grandes nomes do jogo. No ataque, Matheus e Luiz Henrique faziam boas jogadas pela equipe do Catedral, mas tinham dificuldades de chegar com perigo à área do zagueiro Flávio, que na ocasião, improvisava como goleiro do Ousadia. Grande parte do primeiro tempo se arrastou entre faltas e chutes isolados. Foi só aos 15 minutos que o trio MLK (Matheus, Luiz e Kelvin) finalmente brilhou e acertou uma jogada bonita pela esquerda. Dos pés de Kelvin, para Luiz, de Luiz para Matheus. O primeiro gol do Catedral e o início de um jogo completamente diferente daquele visto até então.

O Ousadia passou a tentar se reestabelecer na partida e levar perigo à área de Sassá, goleiro galático. Ainda no fim do primeiro tempo, o atacante Igor, da equipe de Jacarepaguá, acertou três chutes perigosíssimos ao gol e encontrou três belíssimas defesas de Sassá, que com a ajuda de Lucas e Arthur, fez a diferença para o time da Catedral com uma defesa quase impenetrável. Apesar do calor trazido pelo Ousadia, o Galáticos não se afobou, manteve a calma e a posse de bola, e encerrou o primeiro tempo mostrando serviço, com mais um gol, dessa vez saindo dos pés de Luiz Henrique. 2×0.

As duas equipes voltaram para o segundo tempo com posturas muito diferentes entre si. O Galáticos, confiante e unido, manteve a desenvoltura do primeiro tempo, com uma zaga sólida e um ataque oportunista. Já o Ousadia retornou um pouco desanimado e abatido, com alguns conflitos internos e pouca disposição para virar o jogo. “Desistiram rápido”, definiu bem um dos torcedores. A partir daí, foi só festa para o Catedral. Já aos quatro minutos do primeiro tempo, Kelvin aproveitou a oportunidade deixada pela defesa do Ousadia e deu bela assistência para Matheus marcar mais um para o Galáticos. 3×0 para a equipe da Catedral, sem qualquer sinal de recuperação do Ousadia. Da defesa, Lucas, camisa 30 dos Galáticos, definiu com um grito a postura de sua equipe do início ao fim da partida “Tá 0x0, galera. O jogo ainda não terminou”. E realmente o confronto ainda não havia terminado; pelo menos não para “os galáticos”, que disputaram os 21 minutos restantes de partida como se estivessem atrás no placar.

Para piorar a situação dos “ousados”, nem mesmo a sorte e o vento estavam a favor deles. Aos nove minutos do segundo tempo, uma bola despretenciosa, vinda dos pés de Arthur, ainda na linha de defesa do Galáticos, quicou por cima do goleiro e garantiu mais um gol para o time da Catedral e complicou de vez a vida do Ousadia. 4×0. O camisa 4, Guido, ainda tentou dar o último suspiro pelo time de Jacarepaguá, com uma perigosa bola na trave de Sassá, mas não adiantou. Nada estava adiantando. As cores da partida eram mesmo vermelho e branco. Os dois últimos gols da equipe da Catedral vieram de uma parceria inesperada. Aos 17 minutos, Luiz deu assistência para o zagueiro Lucas aumentar o placar para os Galáticos com um golaço pela esquerda. Aos 24, Lucas retribuiu o favor e deu passe para Luiz – grande nome da partida, com participação em 4 dos 6 gols de sua equipe – definir o jogo. Fim de papo, 6×0 para o Galáticos. “O time está de parabéns, jogou com muita garra e vontade.”, definiu o destaque Luiz, com aquele discurso de craque em entrevista.

Na semifinal, o Galáticos da Catedral enfrenta a o Talentos da Fé, que joga pelo empate. O favoritismo, mais uma vez, não está a favor do time da Catedral. Pois é… do jeitinho que eles gostam!

 

Vivendo em Triunfo goleia GDC FC, termina 1ª Fase com a melhor campanha e está a dois empates da final

Por Eduane Pereira

No início da tarde de sábado, 04 de agosto, ocorreu a terceira rodada do Torneio Evangélico de Inverno, marcado por um confronto entre os times do Vivendo em Triunfo e do GDC FC que se enfrentaram no campo do Agrião. O duelo prometia ser o mais difícil do Grupo C, pois ambas as equipes vieram de duas grandes vitórias.

No primeiro tempo os times estiveram equilibrados, realizaram um ótimo ataque, boa marcação e belas defesas. Mas no segundo tempo o Vivendo em Triunfo mostrou sua experiência em campo e levou o melhor na partida, vencendo por 4×0, com merecimento de destaque ao camisa 6, Mateus Camilo, autor de dois golaços.

No primeiro tempo de jogo Patrick Machado dominou a bola e partiu para o ataque sozinho e, com habilidade, o camisa 2 deu um belo chute em direção do gol do Vivendo, mas o goleiro Marcus Vinícius fez uma grande defesa para o seu time. Rogério e Mateus Souza também tiveram uma ótima chance de abrir o placar, mas o goleiro do GDC agarrou a tempo.

Ambos os times estavam marcando duro e os dois goleiros fizeram ótimas defesas, o que dificultou a saída do primeiro gol. Mas aos 22 minutos de jogo Matheus Sousa teve a chance que o seu time buscava para abrir o placar, o camisa 11 deu um belo passe para Alexssander que marcou um bonito gol no GDC.

Na sequência Mateus Camilo marcou o segundo gol para o Vivendo em Triunfo, sem assistência, o camisa 6 deu um drible nos adversários e marcou um golaço, 2×0. No último minuto do primeiro tempo saiu o terceiro gol do time de azul e preto, Alexssander deu a assistência perfeita para o camisa 2, Marlon, que chutou bonito pela lateral do campo e acertou em cheio no gol.

No Segundo tempo da partida a equipe do Vivendo retornou para o campo com jogadas mais estratégicas e recuado, mas mantendo a marcação em cima dos adversários. O GDC estava agitado e buscando uma chance de marcar um gol, mas o goleiro Marcus Vinicius defendia todos os chutes ousados do time de laranja e preto. Aos 10 minutos de jogo Mateus Camilo marcou mais um golaço para o seu time, com agilidade o camisa 6 veio sozinho e deu um chute certeiro no gol, 24×0.

Emanoel tentou marcar um gol para o seu time, mas os jogadores do Vivendo foram mais rápidos e impediram o camisa 8. Thiago Santos e Caique também fizeram uma bela jogada e o camisa 5 chutou bonito para o gol, mas Marcus Vinícius fez mais uma bela defesa no final da partida.

Encerrou o jogo com a vitória do Vivendo em Triunfo de 4×0, com o merecido destaque ao camisa 6, Mateus Camilo, autor de dois gols. O goleiro Marcus Vinícius também foi um grande destaque do jogo, pois, fez grandes defesas ao seu time. Ambas as equipes fizeram um ótimo jogo, com ótimos ataques e belos lances, mas o Vivendo em Triunfo teve um melhor aproveitamento da partida. Com a vitória o time acabou a primeira fase com a melhor campanha.

Maanaim FC não toma conhecimento da força do Galáticos JS e vence por 4×3 pelo Torneio de Inverno

Por Lucas Bichão

A terceira rodada do Torneio de Inverno 2017 viu neste último dia 5 de agosto um dos jogos mais esperados do Grupo B. O Maanaim enfrentou o Galáticos JS pela terceira e última rodada da primeira fase. Os azuis venceram o confronto que valia a classificação e terminaram em primeiro na sua chave, pois seus 7 pontos já não podem ser alcançados pelo JS que tem um jogo a menos.

Tanto os jogadores do Maanaim quanto os do Galáticos demostraram muita qualidade no Campo do Agrião, mas prevaleceu no gramado o time que jogou com maior frieza e calmaria. Por mais que os azuis não tivessem dominado por toda a partida, a equipe demonstrou uma coesão maior de seus integrantes, estes que se mantinham centrados em suas funções dentro das quatro linhas.

No último jogo do Maanaim, o segundo tempo da equipe pôde ser considerado perfeito devido a sua precisão na troca de passes. Esse aprendizado parece ter perdurado por toda a partida contra o Galáticos. Os azuis buscavam muito o controle, sempre apresentando triangulações e viradas de jogo inteligentes.

Porém, o primeiro gol da partida saiu do Galáticos JS, que explorou bem as falhas defensivas de início de partida que o Maanaim oferecia e, em um contra-ataque, marcou com Victor, este que recebeu bom passe de Diogo Duarte. O placar não se manteria desigual por muito tempo, já que em menos de 5 minutos Lucas empataria a partida.

O time do Maanaim tornou-se calculista após balançar as redes pela primeira vez, quando usou de toda a sua concentração para bater um Galáticos apreensivo e que apostava muito na sua qualidade individual para bater o adversário. Os azuis utilizaram da força coletiva, esta que impulsionou ainda mais as habilidades separadas dos jogadores.

Dos pés de Pedro, camisa 89 do Maanaim, surgiu um chute forte pela direita no qual o goleiro adversário não pode segurar;  Daniel que estava bem posicionado só precisou empurrar para as redes, já que a bola estava em cima da linha. A vantagem se estenderia pouco depois, quando, pela esquerda, Pedro cruzou rasteiro para Daniel aproveitar e fazer o seu segundo na partida.

O placar ao fim do primeiro tempo era um 3 a 1 que não parecia que mudaria drasticamente na segunda etapa. Ao apito inicial dos últimos 25 minutos de jogo, o Galáticos voltara com mais brio e vigor, sendo que logo no início Victor faria mais um para o seu time, colocando pressão sobre o Maanaim.

Após o gol, o jogo esteve muito calmo e com poucas oportunidades criadas. As falhas defensivas dos azuis foram extinguidas, está que veio com o sacrifício de Lucas que é um dos maiores pensadores da equipe e que pouco apareceu no jogo. Enquanto isso, o JS não demonstrava grande poder de reação e buscava seu gol em algum lance isolado, sem muita união coletiva.

Quem aproveitou bem o sumiço de Lucas foi seu irmão Pedro, apesar de não ter marcado nenhum gol, o camisa 89 foi o que mais tentou para o Maanaim. Seus chutes de fora da área e seus passes providenciais, além de uma grande cadência no controle do meio, foram essenciais para que a equipe se mantivesse sempre no domínio da posse de bola.

Toda a frieza dos azuis pudera ser vista na roubada de bola de Higor, que se aproveitou muito bem da falha defensiva do Galáticos para marcar o 4 a 2. A partida ainda veria mais um gol do JS, este que veio dos pés de Victor mais uma vez, porém o hat-trick não foi suficiente para salvar o time da derrota.

O Maanaim está classificado para a próxima fase e agora espera o seu rival do mata-mata. Já o Galáticos JS ainda tem um jogo pela frente, onde enfrentará o Galáticos da Catedral em partida que valerá a segunda colocação da chave.

Ousadia sofre virada do Valentes de Cristo, mas vira o jogo e vence a terceira em três jogos no Torneio de Inverno

Por João Godoy

Em jogo quente, disputado e com viradas no placar, Valentes de Cristo e Ousadia entraram em campo buscando a vitória. A equipe do Ousadia saiu na frente, levou a virada e conseguiu virar o placar novamente, saindo de campo com o triunfo de 5×4. O Valentes de Cristo, fazendo jus ao seu nome, foi valente em todas as suas partidas, mas acabou sendo eliminado da competição.

O jogo teve um início com bastante intensidade para ambos os lados, velocidade e toques rápidos eram fatores que não iriam faltar. Aos 5 minutos, em cobrança de falta rolada por Cristian Juan para Vinicius, o camisa 14 abriu o placar para a equipe do Ousadia. A equipe de Jacarepaguá conseguia criar mais jogadas ofensivas que levavam perigo, já o Valentes quando tinha a posse de bola não conseguia levar tanto perigo a meta do goleiro adversário.  O jogo corria e o Valentes chegou ao empate, aos 15 minutos, Wellington fez um belo papel de pivô, deixando a bola em ótimas condições para Luiz Carlos acertar um foguete e empatar o duelo. A equipe de Vila Isabel honrou o nome e, com valentia, virou a partida, aos 17 minutos, Vitor deu uma linda matada na bola com o peito e bateu no ângulo do goleiro, 2×1 Valentes de Cristo. Na sequência do lance, sem tempo pra defesa do Ousadia respirar, Vitor recebeu dentro da área e só teve o trabalho de tirar do goleiro, aumentando a vantagem e marcando seu segundo gol na partida. E a primeira etapa teve seu final, com uma recuperação da equipe do Valentes, obrigando o Ousadia a voltar para a segunda etapa em busca do resultado.

A segunda etapa da partida começou logo com um gol, marcado pela equipe do Ousadia, diminuindo o placar. O camisa 17, Gustavo, recebeu na ponta direita e bateu de trivela no canto do goleiro, diminuindo a desvantagem e colocando sua equipe de volta na partida logo no seu início. O Ousadia voltou pra etapa final com a mesma intensidade do começo da etapa inicial. Aos 5 minutos, Gustavo fez mais um gol e empatou a partida. Com o placar igual, o Ousadia se encontrou na partida, passou a controlar bem o jogo e conseguiu o seu gol da virada, ficando a frente do placar novamente. Cristian Juan recebe na ponta direita, colocou a bola na frente e chutou, contando com o desvio do adversário e marcando o gol da virada para sua equipe. Valentes 3 x 4 Ousadia F.C. E para fechar a virada e o placar, o golaço do jogo, aos 20 minutos, o camisa 9 recebeu fora da área e acertou um lindo chute no ângulo, aumentando a vantagem do Ousadia e fechando o caixão do Valentes da Fé.

O Ousadia, terceiro colocado do carioca, se classificou com a segunda melhor campanha e espera o jogo de sábado entre Galáticos da Catedral e Galáticos JS para saber quem entrenta nas quartas.

MAV finalmente “estreia” no Torneio de Inverno, derrota Betel FC e se garante nas Quartas

Por João Godoy

MAV e Betel entraram em campo para um jogo em que vontade não iria faltar. Saindo na frente do placar, o MAV sofreu um pouco com a equipe do Betel, mas saiu com a vitória do Campo do Agrião por 3×2 e também com a classificação para as quartas garantida.

A partida começou com o MAV tendo as melhores chances e querendo abrir o placar. Aos 4 minutos, Dário recebeu dentro da área e colocou a bola pra dentro das redes, abrindo o placar para a equipe de Realengo. Na sequência, o Betel respondeu com Vinicius, que chutou e Ronaldo, goleiro adversário, fez boa defesa. Aos 6 minutos, Thiago fez belo gol do meio da rua e ampliou a vantagem para o MAV. A equipe do Betel apostava no contra-ataque, mas parava no goleiro adversário. Ronaldo foi se tornando o nome da primeira etapa e do jogo. Com suas defesas, ele salvou sua equipe em várias oportunidades durante a partida. Aos 22 minutos, o  Betel conseguiu diminuir o placar, em cobrança de pênalti de Vinicius. O primeiro tempo, dominado pelo time azul e branco, terminou em vantagem para eles de 2×1.

A etapa final tem seu apito inicial e o Betel se mostrou melhor na partida, com muita velocidade e vontade, passando a pressionar o MAV, sempre bem amparado e salvo por seu goleiro. Nesse cenário, a saída do MAV foi apostar nos contra-ataques, mas não saiu como o esperado e a falta de encaixe acabou deixando a partida bem indefinida. Aos 10 minutos, Thiago perdeu chance incrível para o MAV, perdendo a oportunidade de aumentar a vantagem para sua equipe. Mas, aos 12 minutos, o gol do desafogo apareceu; em cobrança de escanteio de Thiago, o camisa 10, João Marcos, completou para o fundo das redes e colocou 3×1 no placar para sua equipe. No apagar das luzes, aos 25 minutos, o Betel conseguiu seu segundo gol com Reinaldo. Porém, não dava mais tempo e o juiz da partida apitou o fim do embate, o qual o MAV saiu vitorioso.

Como era uma disputa direta entre as equipes por uma vaga como um dos melhores terceiros, o MAV acabou carimbando sua passagem para as quartas e o Betel, por sua vez, acabou sendo eliminado.

Empate garante Talentos da Fé nas quartas e elimina Partidários do Torneio de Inverno

Por Thaise Lima

A segunda partida da terceira rodada do Torneio de Inverno foi arrebatadora no último sábado. As equipes, já veteranas na competição, vieram de dois extremos da zona norte para se enfrentar no gramado do Campo do Agrião no Alto da Boa Vista. De um lado o bairro de Bento Ribeiro sendo representado pelo Partidários da PIB; do outro lado do campo a nação tijucana com a equipe do Talentos da Fé, da Academia da Fé. As duas equipes fizeram um jogo intenso e fervoroso. O destaque foi o goleiro do Partidários, que defendeu muito bem seu time em várias tentativas do adversário. Mesmo com a sagacidade do goleiro o jogo terminou empatado em 3 x 3, resultado que acabou eliminando o time de Bento Ribeiro.

O jogo começou com o Partidários dominando a partida, marcando forte e criando muitas oportunidades. Até que aos quatro minutos de bola rolando, o time da Primeira Igreja Batista abriu o placar com um belíssimo gol na entrada da área de Lucas Coutinho fazendo jus a sua camisa 10. O dourado/amarelo tijucano demorou um pouco a reagir diante do domínio de bola do time adversário. Trocava bons passes no meio, mas a lentidão no ataque acabou atrapalhando um pouco uma reação. Mas ela veio. Mas sólido na defesa e com um melhor entendimento de seu jogo ofensivo, o Talentos da Fé acabou empatando com Lucas Rodrigues aos 12 minutos.

Após o placar ficar empatado o jogo se manteve equilibrado. O Talentos da Fé passou a ter mais a bola, por mais que os dois times reagissem bem ao bom jogo do outro. Leonardo Paiva acertou a trave e quase marcou um belíssimo gol. Do outro lado, o verde e preto de Bento Ribeiro não marcou bobeira; após essa tentativa do adversário, o Partidários foi pra cima e, no primeiro drible de Willian, o camisa 8, Michael, não perdeu tempo e fez o segundo gol do time faltando poucos minutos para acabar o primeiro tempo.

O Talentos da Fé, que no início do jogo não estava tento oportunidade e passes de bola, no final do primeiro tempo começou a dominar após levar outro gol do oponente. Faltando poucos minutos para o intervalo, as equipes tiveram boas oportunidades con Newton no time tijucano e Michael do Partidários. Mas o jogo ficou mesmo no 2×1 a favor do pessoal da PIB.

O segundo tempo começou truncado, os times reiniciaram a partida com muita vontade. Ao contrário do início da etapa anterior, o time que começou comandando o jogo no segundo tempo foi o Talentos da Fé. Foi aí que começou a brilhar a estrela de Rodrigo, goleiro do Partidários. Muito bem postado na defesa, o atual vice campeão carioca amarrou bem o duelo e conseguiu segurar a pressão adversária durante algum tempo. Com 15 minutos de jogo, o Partidários começou a reagir no ataque e criar oportunidades, mas nada impediu o belo gol de Guilherme empatando o jogo e mantendo o clima de suspense entre as duas equipes.

O jogo se manteve equilibrado após o empate, mas não demorou muito para a equipe de Bento Ribeiro reagir, um passe de Lucas e a finalização de Osmar fez o desempate da partida.

Com a equipe verde e preta a frente no placar, a equipe amarela/dourada não ficou em desvantagem. Faltando dois minutos para acabar a partida um drible de Diego virou um passe para o camisa 99, Tiago, que protagonizou o último gol da partida.

Final de jogo, 3×3 no Alto da Boa Vista. O Talentos da Fé está classificado para as quartas e seu adversário só será definido após o jogo de sábado entre Galáticos da Catedral e Galáticos JS, adiado da segunda rodada. Já o Partidários acabou sendo eliminado com uma derrota e dois empates.

 

 

 

 

Ousadia vira pra cima do Talentos da Fé e garante classificação para as Quartas do Torneio de Inverno

Por Thaise Lima

Fechando a segunda rodada do Torneio de Inverno de Igrejas Evangélicas, jogaram no último sábado o terceiro colocado do Carioca, Ousadia FC, e o Talentos da Fé, jogo válido pelo grupo A da competição. As duas equipes vinham de estreias vitoriosas e, num torneio de tiro curto como esse, ganhar a segunda assegurava a vaga antecipada nas quartas de final. A vitória de 3×2 deu ao Ousadia a classificação com uma rodada de antecedência.

O primeiro tempo começou bem quente, logo nos primeiros minutos as duas equipes tiveram lances que claramente poderiam ser oportunidade de gols. Com apenas exatos quatro minutos de jogo, um lance perfeito de Philip abriu o placar para o Ousadia. Logo após o gol, o Talentos da Fé não ficou para trás e tentou o empate num bom lance de Ricardo. O jogo era muito disputado e equilibrado. Ambas as equipes criavam boas oportunidades e também faziam uma boa marcação no adversário. De tanto insistir, o Talentos conseguiu seu gol através de Allan. O Time da Tijuca  passou a dominar as ações, com maior posse de bola e a virada parecia próxima. O Ousadia ia bem, mas seu adversário estava mais à vontade em campo, o jogo fluía, só faltava mesmo o gol. No final da primeira etapa fez uma grande pressão em busca de seu segundo tento, mas o Ousadia soube segurar essa pressão e o jogo foi para o intervalo em igualdade. 1×1.

Se no primeiro tempo a partida ganhou em qualidade, no segundo ela perdeu, mas ganhou em emoção, já que duas viradas e outros três gols movimentaram o duelo. A entrega dos times foi a mesma, mas o cansaço foi tirando suas forças, talvez, por isso, as chances aumentaram, já que a marcação, muito bem feita na etapa anterior, ficou um pouco mais frouxa. Quem se aproveitou primeiro foi o Talentos da Fé que conseguiu a virada com Diogo. O time dourado continuava melhor em campo, mas o Ousadia mandou uma bola na trave e não se deixou abater com o revés no placar.  Aos 15′, Igor conseguiu o empate para o Ousadia. O gol deu novo ânimo ao time de Jacarepaguá que passou a chegar com muito perigo. Até que aos 20′, Cristian Juan deu bela bola para Guido deixar novamente o time “ousado” à frente. 3×2. Nos minutos finais tanto o Talentos teve chance de empatar, como o Ousadia de fazer o quarto, mas o jogo ficou mesmo em 3×2 para o Ousadia, classificado para as quartas de final do Torneio.

De olho na vantagem do empate na segunda fase, o Ousadia encara o Valentes de Cristo em busca da terceira vitória na próxima rodada. Já o Talentos da Fé, que mesmo perdendo segue em boa condição no grupo, enfrenta o Partidários.