Em tarde de Wallace, IMSC derrota Galáticos da Catedral em jogo de muita emoção no Carioca Evangélico

Por Lucas Bichão

Uma das partidas que mais prometia gols na quarta rodada do Campeonato Carioca Evangélico aconteceu no último dia 07 de maio, onde o Galáticos da Catedral foi derrotado pelo IMSC. O jogo, realizado no Campo do Agrião, foi intenso e nervoso até o fim, mas, incrivelmente, teve poucas faltas e muita bola rolando. O grande destaque ficou por conta de Walace, que aproveitou basicamente todas as oportunidades que teve e marcou três gols durante a partida. A vitória foi importante para o IMSC e complicou a vida do Galáticos, que vê sua classificação posta em risco.

Quando o árbitro deu o apito inicial, a expectativa era de muitos gols e lances ofensivos por ambas as equipes. Nos primeiros minutos, essa esperança de jogadas verticais tornou-se realidade, com contra-ataques rápidos e muitos chutes à gol. Velocidade é a palavra chave para definir como foi a primeira etapa, esta que pode ser bem aplicada no primeiro gol do jogo. O placar foi aberto em uma jogada rápida após bola lançada na área, Leonardo aproveitou a chance que teve e colocou o Galáticos à frente do IMSC.

A vantagem da equipe durou bem pouco. Em outro lance de bola aérea, só que desta vez a favor do IMSC, Walace deixou o seu primeiro gol na partida. A jogada foi concluída pelos dois irmãos Souza dos Reis (Walace e Wellerson) que tem sido a grande arma do time de Senador Camará neste Carioca. Após o gol, a equipe que veste as cores azul e preto começou a dominar a partida, trocando muitos passes e deixando os “galáticos” cada vez mais ansiosos. Fazer com que o jogo ficasse mais lento e calculado foi prejudicial ao Galáticos da Catedral, este que pôde ver o placar aumentar para os seus rivais com gols de David e Walace.

Ainda no primeiro tempo o Galáticos teve duas chances de ouro para diminuir a vantagem, ambas desperdiçadas. Na primeira delas o gol estava livre, mas a defesa do IMSC se recuperou rapidamente dos buracos deixados próximo de sua área. O lance acabou gerando um pênalti onde o camisa 3, Luciano, utilizou a mão para bloquear o chute do atacante Galático. John Vitor foi para a cobrança, afastou-se da bola e correu dando uma paradinha antes do chute. Todo o estilo não foi suficiente para bater o goleiro Jonas que caiu bem e salvou o seu time de ter um resultado mais apertado na segunda etapa.

Se o primeiro tempo prometia chuva de gols, o segundo parecia ainda mais interessante. Pela necessidade de voltar de forma intensa para o jogo, o Galáticos demonstrou mais empenho no retorno do intervalo, porém sem qualquer calma para jogar com a bola nos pés. O IMSC continuava em sua troca de passes, adiantava a marcação e seu goleiro estava atuando quase como um libero, chamando bastante o jogo. Já o Galáticos rifava a bola para a frente na esperança de um contra-ataque que não vinha, até criavam oportunidades, mas todas foram perdidas devido ansiedade e nervosismo.

As redes voltaram a balançar com Walace, que recebeu bola de Thiago quase na linha do meio de campo e chutou forte. O goleiro do Galáticos deu uma ajudinha e pulou atrasado no lance, méritos para o camisa 7 que marcou seu hat-trick na partida. Com o placar de 4 a 1, o time do IMSC ficou mais leve e menos preocupado com a marcação; já o Galáticos da Catedral transformava seu nervosismo em garra para enfrentar os minutos que ainda restavam de jogo.

Essa vontade deu resultado após um lance em que a marcação pressionou a saída do goleiro, este que errou feio e permitiu o gol adversário, marcado por John Vitor. Os jogadores que estavam de fora gritavam “Pega logo a bola!”, numa intensão de reiniciar a partida sem perda de tempo. O artilheiro Walace podia ter esfriado mais uma vez os ânimos do adversário, mas perdeu o gol estando cara a cara com o goleiro Sassá. Para animar ainda mais e colocar fogo no final do jogo, Gustavo fez mais um para o Galáticos, deixando o seu time a um gol do empate.

Faltava pouco mais de um minuto para o fim da partida, o clima estava tenso e o ISMC havia pedido tempo antes da cobrança de escanteio do Galáticos, uma medida desesperada para esfriar o rival e pensar em uma boa estratégia defensiva. Na volta do tempo, o Galáticos da Catedral lançou a bola na área e viu a redonda pingar até que fosse parar no meio de campo. Poucos haviam visto, mas o goleiro Sassá estava na área e foi pego de surpresa. Sorte para Thiago que estava no lugar certo para receber a sobra, correr até o gol vazio e apenas empurrar para as redes no apagar das luzes.

Tendo vencido por 5 a 3, o IMSC garante uma boa sequência nesta primeira fase do Carioca, na próxima partida irá enfrentar o Ágape F7. Já o Galáticos da Catedral sai da partida precisando rever o fator da ansiedade que os prejudicou durante os dois tempos, sendo Alexandre o mais afetado pelo nervosismo. O Galáticos enfrenta o Ousadia FC na próxima rodada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *