Galáticos FC derrota São Pedro e está na final do Carioca contra o Newell’s Aposentados Boys

Por Walter Paz

O Galáticos, equipe de melhor campanha no campeonato, já teve uma prova de que nem sempre o melhor time vai obter uma vitória tranquila. Nas quartas de final tomou um sufoco até a metade do segundo tempo, mas parece ter aprendido a lição. Mais focado e imprimindo seu forte ritmo de marcação o time de Caxias atropelou o São Pedro com uma goleada de 7×2 e se classificou para a final da segunda edição do Carioca Católico.

Primeiro Tempo Equilibrado

Numa semifinal de Campeonato não existe favoritismo. Em campo é o mesmo número de atletas, que buscam, equilibrando técnica e tática, se impor dentro de uma partida para obterem a vitória.

Nessa partida não foi diferente. O São Pedro começou com muita sede de vitória, buscando uma marcação pressão no campo do adversário. O time do Recreio só não contava com um adversário aplicado que logo no primeiro minuto teve um gol bem anulado pelo juiz após seu camisa 10, Denílson, carregar a bola com a mão antes de fazer a finalização. O jogo seguiu equilibrado até os seis minutos, quando o mesmo Denílson, numa cobrança de falta que desviou na barreira matando o goleiro do São Pedro, abriu o placar.

A partir daí o jogo continuou bastante nivelado no meio campo, com os dois times se estudando e buscando atacar sem se arriscarem muito, deixando a partida um pouco truncada, com os marcadores se sobressaindo sobre os atacantes. Até que, aos 15 minutos, num ataque bem tramado com Iago, Denílson marcou o segundo na partida e ampliou a vantagem. No final do primeiro tempo, o São Pedro esboçou uma reação com seu camisa 10, Igor, que, numa bela assistência de Rafael, diminuiu o placar, terminando o primeiro tempo com o placar de 2 x 1 pra o Galáticos.

Segundo Tempo

No início da etapa final, o São Pedro igualou o placar numa tabela rápida entre Rafael e Ricardo, onde Ricardo marcou o gol de empate e renovou as esperanças do time do Recreio.

O Grande Ditador

Parafraseando o título de um grande filme de Charles Chaplin dos anos 40, Iago, melhor jogador do Galáticos no jogo, passou a tomar as rédeas da partida e, logo após ao empate, fez uma jogada individual pelo meio de campo, driblando três jogadores e tocando na saída do goleiro para colocar sua equipe novamente na frente do jogo.

A partir daí, Iago assumiu o papel principal de jogador da partida e ainda permitiu que Denílson se tornasse o melhor atleta coadjuvante, marcando quatro gols, todos com assistência dele.

Aos dez minutos, Iago deu uma assistência milimétrica para Gabriel marcar o quarto gol e dar uma tranquilidade no jogo para a equipe de Caxias, que passou a construir jogadas bem articuladas, onde o São Pedro não conseguia mais forças para evitar os ataques que eram eficazes e mortais. Próximo dos 15 minutos, Iago, em mais uma jogada individual, decretou o quinto gol e mostrou quem é um dos grandes candidatos ao título desse Carioca Católico.

Com mais duas assistências para Denílson, Iago escreveu seu nome na calçada da fama dessa semifinal e colocou sua equipe como provável protagonista para a busca pelo título.

O placar de 7 x 2 acabou sendo justo pela melhor equipe de nível técnico ter mostrado sua superioridade e conseguido a vitória, embora até o início do segundo tempo o equilíbrio tenha dado a tônica do jogo.

Agora, na reedição da final da última edição do Carioca, Galáticos e Newells Aposentados Boys, ambos com 100% de aproveitamento, vão protagonizar um duelo de Titãs em busca da Taça. Revanche ou Freguesia? Só saberemos no dia 10 de novembro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *