Guerreiro FC vence Talentos da Fé e garante melhor campanha no grupo A do Carioca

Por Marcio Nunes

Quando dizem que o melhor fica para o final não é exagero. As duas equipes com 100% de aproveitamento, e já classificadas para a segunda fase do Cariocão Evangélico, se enfrentaram pelo grupo A na última rodada da fase inicial para decidir quem ficaria na ponta. O encontro se deu no Pau Ferro Futebol Clube, bairro do Pechincha, Zona Oeste da cidade maravilhosa. De um lado os atuais campeões, Guerreiro FC, e do outro o Talentos da Fé, vencedor do Torneio de Inverno. Com a bola rolando não faltou emoção. Em dois tempos muito equilibrados o que fez a diferença foi o talento individual e o contra-ataque fatal do Guerreiro para sair de campo com mais três pontos na conta, garantir o primeiro lugar e fechar a fase de grupos com aproveitamento máximo.

O primeiro tempo começou movimentado, com os dois times marcando forte e diminuindo os espaços, mas o Guerreiro conseguiu encontrar uma brecha. Após lançamento de Gilson para Lucas, o camisa nove dominou, driblou o marcador e acertou um chute preciso no canto, abrindo o placar. O empate quase veio com o “selo Roberto Carlos de qualidade”. O Talentos foi ao ataque com Diogo que ficou livre de marcação porque o defensor Bruno, do time aurinegro, resolveu amarrar a chuteira, mas o goleiro Adriano estava atento, saiu do gol, fechou o ângulo e fez a defesa. Os “guerreiros” começaram a ter maior domínio da partida e chegaram ao segundo gol. Gilson deu bom passe para Ronald, que ajeitou e bateu no canto. E a conta aumentou quando Leonardo cruzou na área e, completamente sozinho, Ernesto finalizou para o gol vazio. Guerreiro FC 3 x 0 Talentos da Fé.

Mas o jogo não tinha sido equilibrado? Sim e você já vai entender. O Talentos resolveu colocar a bola no chão e entrou no jogo. Primeiro Lucas Rodrigues arriscou de longe, dando trabalho ao goleiro adversário. No lace seguinte o próprio Lucas tratou de colocar a bola na rede em chute cruzado após passe de Diogo, diminuindo o marcador. O segundo gol quase saiu depois de um giro bonito de João dentro da área, mas Adriano espalmou. Com o apito do árbitro o Guerreiro deixou o campo sendo superior nos primeiros 25 minutos de jogo, mas com a certeza de que nada estava definido.

A bola mal tinha rolado no segundo tempo quando, em mais uma falha da defesa do Talentos, o Guerreiro ampliou a vantagem. Bruno Rodrigues finalizou, o goleiro espalmou e Ernesto completou de cabeça para marcar o quarto gol de sua equipe. Mas a alegria durou pouco quando o árbitro assinalou pênalti para o time de vermelho e Rico converteu a cobrança. Com o adversário se lançando ao ataque desesperadamente, o aurinegro passou a jogar no contragolpe para tentar garantir a vitória. Em uma investida rápida, Gilson acertou o travessão e no rebote de Ernesto o goleiro Bruno salvou em cima da linha. E foi então que o Guerreiro provou do seu próprio veneno. Lançamento do goleiro Bruno para João, livre de marcação, acertar um belo chute e fazer o Talentos encostar no placar.

O jogo pegou fogo. Os dois times buscando o ataque. O Talentos reduziu o espaço do Guerreiro ao seu campo de defesa. Faltou campo, na verdade. O aurinegro não conseguia espaço sequer para contra-atacar. Até que conseguiu uma falta na ponta esquerda, perto da área. Na cobrança, muito bem ensaiada, Ronald tocou para Gilson que chutou rasteiro, tirando da barreira, e guardou no cantinho. Guerreiro FC 5 x 3 Talentos da Fé. Rico deu vida ao time de vermelho após chute no ângulo, indefensável, marcando um golaço. Daí pra frente o jogo virou uma loucura.

Com vantagem no placar o Guerreiro teve a chance de liquidar o jogo, mas Ronald perdeu a oportunidade no shoot out quando Bruno defendeu. O Talentos tentou encontrar espaços, mas sem sucesso. Reclamando da arbitragem a equipe começou a perder a cabeça com o nervosismo e fez o que não podia: falta. Mais um shoot out para o time de amarelo e preto. Desta vez quem foi para a cobrança foi Bruno Santos, mas o resultado foi o mesmo, pois o Bruno Santos, do Talentos, fez a defesa mais uma vez. Poderia ter sido o gás que faltava para os atuais campeões do Torneio de Inverno chegarem ao empate e garantirem a primeira colocação do grupo pelo saldo de gols, mas a falta de pontaria atrapalhou e a esperança morreu junto com o apito final.

Apesar do equilíbrio na etapa final, a vitória do Guerreiro FC foi o placar mais justo. No fim o primeiro lugar representa vantagem na próxima fase e um adversário teoricamente mais fácil, ou melhor, menos difícil, pois agora todo jogo será uma final.

Destaques:

Pelo lado do Guerreiro FC, Ronald, como sempre se destacando pelo talento individual dividiu o brilho coletivo com Ernesto e Gilson, que criaram oportunidades, fizeram ótimas triangulações e puxaram os contra-ataques do time.

Pelo lado do Talentos da Fé, Rico, o líder do time, foi o grande destaque, marcando dois gols. Lucas Rodrigues também teve papel fundamental na reação da equipe no segundo tempo, criando jogadas de perigo e marcando um gol. Outro destaque foi o goleiro Bruno, que entrou apenas no intervalo, mas evitou o pior com grandes defesas, incluindo os dois shoot out que salvou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *