MAV faz 6×4 no MRFC em jogo de viradas e consegue primeira vitória no Carioca

Por Estevão Julio

O dia 24 de abril foi mais um daqueles típicos na cidade do Rio de Janeiro: céu azul e muito calor. E as altas temperaturas chegaram ao Campo do Agrião, mais precisamente na partida entre MAV e MR F.C. Em um jogo muito disputado e com duas viradas, o MAV saiu vencedor pelo placar de 6 a 4.

Desde o início, a equipe de azul já mostrava para o que veio. Aos dois minutos, Igor roubou a bola do adversário e tocou para Robson, que jogou por cima do gol. Dois minutos depois, foi Robson quem serviu Igor. Pela direita ele cruzou rasteiro, a bola passou por toda a área, mas ninguém chegou para balançar a rede. Enquanto isso, o MR tentava sair para o jogo, criar jogadas que levassem perigo ao adversário, mas os passes errados dificultavam a vida da equipe. A solução foi adiantar a marcação e apostar nos contra-ataques. Mas tudo isso não evitou o primeiro gol do time oponente. Aos 10 minutos de jogo, um contra-ataque perfeito do MAV achou Robson sozinho na área; ele só teve o trabalho de empurrar a bola para o gol e correr para o abraço.

Daí em diante, o jogo ganhou equilíbrio; ambas as equipes criavam belas jogadas e chances de gol. E o empate do MR foi um daqueles que, dificilmente, nós esquecemos. David partiu do meio de campo, enfrentou dois marcadores, aplicou bela caneta em um deles e saiu na cara do gol, batendo colocado no canto esquerdo do arqueiro adversário. Três minutos depois, o MAV novamente voltou a estar a frente do placar. Igor recebeu de costas para a zaga, fez o pivô e bateu firme no canto, sem chances para o goleiro. Já no fim do primeiro tempo, rondando a área adversária, o MR conseguiu o empate. Na lateral do campo, Eduardo não se intimidou e soltou uma bomba indefensável e finalizou o primeiro tempo em 2 a 2. Que jogo!

Na segunda etapa, o ritmo foi o mesmo durante os 25 minutos. Muita intensidade e volume de jogo. Logo aos sete minutos aconteceu a primeira virada. José Ricardo só escorou após rebote do goleiro Salomão. Mesmo em desvantagem, o MAV trabalhava a bola com paciência e criava boas chances. Wallace quase empatou arriscando de fora da área; a bola desviou e quase enganou o goleiro. Mas quem marcou outra vez foi o MR. David fez bela jogada pela direita, invadiu á área e finalizou com precisão pra marcar o quarto gol da equipe aos 11 minutos. 4×2.

A incrível reação do MAV começou no minuto seguinte. Após receber cruzamento da direita, João bateu bonito de chapa e marcou o terceiro. O empate veio dois minutos depois. Victor Hugo finalizou, o goleiro deu rebote e João estava lá mais uma vez pra conferir e igualar o placar no Campo do Agrião. Robson, que estava no campo, voltou para decidir a partida e ser o artilheiro do jogo. Aos 22, recebeu passe de Wallace e só escorou para sacramentar a segunda virada da disputa. No minuto final, João cobrou escanteio na cabeça do camisa 7, que marcou o seu terceiro gol e o sexto da sua equipe, dando números finais ao jogo: 6×4!

NOTAS

Melhor jogador: Robson, do MAV (nota 10) – com três gols marcados e participação efetiva na construção de jogadas, Robson foi o melhor jogador da partida.

Pior jogador: Júlio Cesar, do MR (nota 4) – errou passes próximos à área que poderiam ter resultado em gols do adversário.

João, do MAV (nota 9) – principal jogador da equipe, João marcou dois gols, deu assistência e participou praticamente de todas as jogadas do seu time.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *