Ousadia e Partidários duelam pela semifinal num jogo de duas equipes com forte coletivo

Por Marcio Nunes

No próximo sábado, 1° de Julho, ocorrerão as semifinais do Carioca Evangélico com um jogo que promete ser um grande espetáculo entre Partidários e Ousadia. O local do encontro será o campo do Pau Ferro, às 12:20h. Duas equipes que cresceram muito ao longo do torneio e que chegam nesta reta final com expectativa de título, possuem em comum a reestruturação de seus elencos e um rápido acerto tático, graças aos líderes à beira do campo. Conversamos com os dois treinadores envolvidos nesta partida e fizemos as mesmas perguntas para ambos, obtendo duas visões diferentes e traçando um comparativo do que podemos esperar para o jogo, de como as equipes se comportarão e, é claro, dos “segredos” táticos para a partida. Confira as respostas que os treinadores Lázaro, do Partidários e Luíz André, do Ousadia deram para cada pergunta.

Copa Campus: Qual foi a rotina de treinos para esta semifinal?

Lázaro: “Ainda estamos com alguns jogadores lesionados, por isso fizemos um treino com apenas alguns jogadores e estamos focando na preparação física”.

Luíz André: “Só tivemos um”.

Copa Campus: Tem algum desfalque para essa partida?

Lázaro: “Até agora, não”.

Luíz André: “Sim. Igor, Pablo e Darnley, mas ainda podem jogar. Só na hora vou saber, porque vão estar trabalhando e não sabem se o chefe vai liberar”.

Copa Campus: Quem é o jogador chave do time?

Lázaro: “Nosso time é forte e nosso jogo é coletivo. Não temos um único destaque”.

Luíz André: “Temos quatro jogadores chave que são o Darnley, Guido, André e Marlon”.

Copa Campus: Qual o ponto fraco do adversário que será explorado no jogo?

Lázaro: “Nós trabalhamos muito o nosso time porque muitas vezes não temos a oportunidade de assistir o adversário, no entanto, eles têm uma defesa muito lenta e é um ponto que vamos explorar”.

Luíz André: “A zaga e o goleiro”.

Copa Campus: Qual o ponto forte do adversário que se deve tomar cuidado?

Lázaro: “Eles têm um ataque de uma movimentação intensa. Vamos ficar de olho”.

Luíz André: “O toque de bola deles é muito bom e têm muita velocidade”.

Copa Campus: Qual o diferencial do seu time para a semifinal?

Lázaro: “O nosso diferencial é o jogo coletivo. Nosso grupo é muito forte, no entanto, apostamos no jogo coletivo”.

Luíz André: “A união e a força de vontade do nosso time de ser campeão no nosso primeiro campeonato que participamos e o talento de peças fundamentais do time”.

Copa Campus: O que podemos esperar do seu time no jogo de sábado?

Lázaro: “Uma equipe valorizando a posse de bola e, quando sem ela, pressionando o adversário o tempo todo”.

Luíz André: “Muita vontade de vencer”.

Copa Campus: O que você diz para seus jogadores na concentração antes de cada jogo?

Lázaro: “Peço que fiquem ligados no jogo, além disso que eles pensem naquilo que vão fazer em campo”.

Luíz André: “Paciência, toque de bola, pressão em cima do adversário e concentração”.

Copa Campus: Por que vocês merecem chegar à final?

Lázaro: “Acredito que os quatro times que chegaram até aqui merecem, entretanto, nosso time é o melhor e, por isso, vamos pra final”.

Luíz André: “Entramos no campeonato desacreditados. No segundo jogo foi uma galera embora do time sem dar nenhuma satisfação. Quase abandonei o time, só que um amigo meu falou pra não fazer isso, que a gente poderia chegar longe. Corri atrás de  jogadores com responsabilidade. Foram passando os jogos e cada dia fomos nos unindo cada vez mais, fomos acreditando que poderíamos chegar longe no nosso primeiro campeonato e por estarmos tão unidos acredito que podemos chegar a esta tão sonhada final que o time quer tanto”.

No final, os treinadores mandaram um recado para as torcidas:

– Gostaria de pedir que a torcida vá nos apoiar pra unirmos forças pra chegar na tão sonhada final, e já agradecer o apoio de todos. – disse Luíz André, o homem por trás do sucesso do Ousadia, exaltando o apoio da torcida.

Lázaro ressaltou as dificuldades que o Partidários teve pelo caminho até esta semifinal:

– Nossa caminhada foi árdua e ninguém imaginava que chegaríamos até aqui, apenas nós, mas chegamos e agora já era. – o treinador, responsável pela remontagem da equipe, foi categórico e completou mandando um recado para o adversário deste sábado e para os possíveis adversários da final – Deixou chegar, agora aguenta. Vamos com tudo.

Lembrando que o jogo será realizado no Campo 3 do Pau Ferro Futebol Clube, neste sábado, dia 1° de Julho e tem início previsto para 12:20h.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *