Sete Vezes Mais acorda no segundo tempo, vira pra cima do Maanaim FC e vence a primeira no Carioca

Por Lucas Bichão

Sete Vezes Mais e Maanaim FC, dois (2) times, doze (12) gols feitos, vinte e seis (26) gols cedidos, zero (0) pontos conquistados. Essas eram as estatísticas somadas das equipes que se enfrentaram no último sábado pela 7ª edição do Carioca Evangélico. Números esses, que traduzidos, significavam uma única coisa: a necessidade de vitória na 3ª rodada.

Em campo dois cenários foram produzidos, no primeiro uma vitória parcial por 4 a 3 dos azuis turquesa (que vestiam verde na ocasião). Em um segundo momento, virada irrevogável dos samurais do Sete Vezes para 10 a 4, placar esse que surpreendeu e calou a torcida adversária.

O primeiro tempo teve um dono, Lucas Tenório

“Camisa 10 Joga Bola Até Na Chuva” foi o décimo lançamento de estúdio da banda de rock conhecida pela alcunha de Charlie Brown Jr. Com singles como “Dona do Meu Pensamento”, “Me Encontra” e a icônica “Só os Loucos Sabem” o CD chegou ao topo e garantiu um Grammy Latino em 2010. Agora, o que isso tem haver com futebol? A resposta está justamente no número da camisa.

A camisa 10 do esporte bretão possui um peso histórico que é passado de geração em geração. De Pelé à Messi, passando por Zico, Maradona e Zidane. Esses são só alguns exemplos de ícones que se tornaram lendas e seus feitos ficariam e ficarão guardados na memória de muitos por vários anos. Pois, se Lucas Tenório não é uma lenda mundial, as suas atuações vem sendo reconhecidas com bons olhos no campo do Pau Ferro Futebol Clube.

O 10 do Maanaim FC foi o peso que desequilibra a balança. Autor de quatro (4) gols ao longo do primeiro tempo, atuou bem nos contra-ataques e utilizou de sua boa pontaria para marcar três (3) vezes de fora da área. O Sete Vezes Mais até balançou as redes em três oportunidades (2x com Leonardo e 1x com Whashington), mas ninguém pôde superar o brilhantismo de Lucas Tenório.

A camisa 10 torna a brilhar, mas por outras cores

Uma das magias dos dilemas do futebol é que eles não costumam ser partidários. Onde há uma camisa 10 bem vestida o espetacular pode acontecer. Leonardo, do Sete Vezes Mais, usou e abusou dos poderes fornecidos por sua vestimenta e adicionou isso ao seu óbvio talento nato.

Funcionando como pivô e orquestrando as jogadas de ataque, a Formiga Atômica cresceu para cima de seus adversários. Foi assistente no gol de empate, servindo muito bem seu companheiro Shogun. Foram dele também o passe para o tento de Mineiro e o gol que seria a pintura da partida. O meia interceptou uma bola mal recuada, fez o zagueiro dançar e finalizou com uma cavadinha para encobrir o goleiro.

O Sete Vezes Mais não conseguiu recusar os presentes oferecidos pelo adversário, marcando ao todo 7 vezes na etapa final e dando jus ao nome que escolheram para sua equipe. Com uma vitória retumbante os três pontos foram garantidos, os samurais (4º) afundaram de vez o Maanaim (6º) e escalaram na tentativa de arrancar de seus rivais de grupo uma vaga na fase eliminatória.

O alívio ao apito final não veio apenas de uma equipe que precisava vencer, mas também de um manto que tem gosto por honrar seus feitos históricos. Charlie Brown Jr. até pode estar certo sobre camisas 10 jogarem bola até na chuva, mas neste sábado os 10 fizeram o sol brilhar no bairro do Pechincha.

Notas Relevantes:

Leonardo (Meia | Sete Vezes Mais) – 9,0: fugiu de sua posição de origem em 90% do tempo de partida, atuando como pivô e em dados momentos pela ala. Foi quem mais incomodou a zaga adversária e isso lhe proporcionou um hat-trick duplo (3 Gols | 3 Assistências).

Shogun (Meia | Sete Vezes Mais) – 8,0: teria sido o jogador da partida se não houvesse o brilhantismo do camisa 10. Entrou no segundo tempo colocando fogo em campo e ativando um brio na equipe que não se via ao fim da primeira etapa. Também foi autor de um hat-trick (3 Gols).

Lucas Tenório (Meia | Maanaim FC) – 8,0: os 25 minutos iniciais foram irretocáveis, mas desapareceu com todo o seu time no momento decisivo. Com os 4 tentos marcados tornou-se um dos artilheiros do campeonato ao lado de Lucas Di Maria e Felipe, todos com 7 gols até a 3ª rodada.

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *